Mangueirão será revitalizado e terá capacidade máxima para 45 mil torcedores

Mangueirão será revitalizado e terá capacidade máxima para 45 mil torcedores

O governador Helder Barbalho recebeu ontem o pré-projeto de revitalização e readequação do Estádio Mangueirão, em apresentação realizada na manhã de ontem, no Palácio do Governo, pela Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas (Sedop). O encontro serviu para que fossem realizadas considerações ou melhorias antes do projeto ser levado ao conhecimento da sociedade e dos clubes paraenses. Também estiveram presentes representantes da Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel), do Ministério Público do Estado (MPE) e da Federação Paraense de Futebol (FPF). A previsão é que o projeto seja finalizado e apresentado à população até fevereiro deste ano.

“O nosso estádio precisa de obras de intervenção que possam adequá-lo às exigências das confederações esportivas e melhor servir aos nossos torcedores e clubes. Pensando nisso, iremos adequar arquibancadas, ampliar outras estruturas que permitam que a capacidade do estádio seja garantida. Estamos já na parte final para a consolidação deste projeto”, disse Helder Barbalho.

O Governo do Estado iniciou em novembro do ano passado o processo de modernização da parte interna do estádio, a partir da contratação da empresa responsável em diagnosticar as necessidades emergenciais de obras e as mudanças necessárias, tudo em cumprimento às normas exigidas pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Mangueirão será revitalizado e terá capacidade máxima para 45 mil torcedores

Governador Helder Barbalho conheceu os detalhes previstos nas obras de revitalização e readequação do estádio Agência Pará

 

“Estamos focados no atendimento ao torcedor e acreditamos na vontade política do governador em dar andamento a esta obra, que é altamente benéfica à população”, disse Nilton Gurjão, promotor do MPE.

“Estamos cumprindo com a palavra do Governo do Estado, que se comprometeu em reformar o Mangueirão para, acima de tudo, dar mais credibilidade aos torcedores”, completou Arlindo Silva, titular da Seel.

A última reforma do Mangueirão, que completa 42 anos em 2020, foi em 2000, quando ele foi finalmente finalizado. Em janeiro do ano passado, parte do reboco de uma das marquises da arquibancada desabou, danificando algumas cadeiras. O Corpo de Bombeiros foi acionado para vistoria e foram tomadas todas medidas de segurança.

MELHORIAS

Dentre as principais melhorias previstas no pré-projeto, estão serviço de drenagem e reutilização da água do gramado; nova pintura; acessibilidade e sinalização para pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida; novas catracas e cadeiras para arquibancadas; redução no tempo de evacuação de torcedores, seguindo as normas de segurança exigidas; além de outros detalhes.

Outro ponto focado é a capacidade do estádio. Atualmente, o Mangueirão é liberado pelos órgãos de segurança para receber até 35 mil torcedores. O objetivo é que o estádio atinja a capacidade máxima de 45 mil pessoas.

 

fonte: rclube

Comentários